Brasil Radio Orlando. A sua radio brasileira em Orlando. Conteúdo do Grupo Bandeirantes de Radio. Musicas Brasileiras, Colunistas, Band News FM, Ricardo Boechat comentando as principais noticias do dia do Brasil e do Mundo, a Hora do Ronco e muito mais.

Os grandes clássicos das trilhas sonoras de Quentin Tarantino.

Os grandes clássicos das trilhas sonoras de Quentin Tarantino.

Quentin Tarantino afirmou que as músicas que ouvia eram um componente tão fundamental na composição de seus filmes, do que a construção de uma personagem ou de um ato vinham a partir dela, e não ao contrário.

Quase sempre baseadas no rock, blues, hip hop, folk music e velhos westerns, Tarantino quebrou o paradigma da indústria cinematográfica, alimentado por um vocabulário tão vasto quanto suas trilhas sonoras. Confira agora alguns dos clássicos dos filmes do diretor:

1. Stealers Wheel - Stuck in the Middle With You
(Cães de Aluguel)

A faixa gravada originalmente em 1972 e coverizada posteriormente por Jeff Healey e Eagles Of Death Metal aparece em Cães de Aluguel de modo surreal, cantada e dançada pela personagem de Michael Madsen quando tortura um policial e lhe corta a orelha.

 

2. Chuck Berry - You Never Can Tell
(Pulp Fiction)

Composta enquanto Chuck Berry estava preso por sedução de menores, a faixa é a moldura ideal para a cena mais famosa da carreira de Tarantino: a dança entre John Travolta e Uma Thurman em Pulp Fiction.

 

3.  Bernard Herrmann - Twisted Nerve
(Kill Bill Vol.1)

"Twisted Nerve" foi criada pelo norte-americano Bernard Herrmann para o filme de mesmo nome – que aqui ganhou a tradução de A Morte Tem Cara de Anjo, de 1969.  Mas essa trilha sonora só ficou conhecida na tela através de Quentin Tarantino que inseriu o clássico em Kill Bill.


4. Urge Overkill - Girl, You'll Be a Woman Soon
(Pulp Fiction)

É um daqueles clássicos casos de versão que supera o original: Gravada originalmente em 1967 por Neil Diamond, “Girl” caiu na mão do “one hit wonder” Urge Overkill em 1992 e foi incluída em Pulp Fiction dois anos depois.


5. The 5.6.7.8's - Woo Hoo
(Kill Bill Vol. 1)

Em Kill Bill Vol.1, Tarantino homenageia os velhos filmes de kung fu da década de 70, trazendo como fundo musical o som de três japonesas que misturam garage rock, gothabilly e surf music.

 

6. Nancy Sinatra - Bang Bang
(Kill Bill Vol.1)

Mais uma de Kill Bill. Contanto os dois volumes, é um dos filmes com maior número de referências dentro da filmografia de Quentin. “Bang Bang”, interpretada por Nancy Sinatra é usada na abertura do primeiro volume e é música que pode representar melhor o quebra cabeça desta história.


7. Misirlou - Dick Dale
(Pulp Fiction)

Essa não podia faltar!  “Misirlou” é mais do que a marca de uma determinada cena – é a própria marca do cinema de Tarantino. A música grega de 1927, foi reinventada em 1962 pela guitarra de Dick Dale e imortalizada pelas mãos do diretor de Pulp Fiction.

 

PROMOÇÃO: Camiseta do Kaká Autografada na Brasil Radio.

PROMOÇÃO: Camiseta do Kaká Autografada na Brasil Radio.